terça-feira, janeiro 30, 2007

O Jovem Casal Bunda-Mole

Quanto mais o tempo passa, sinto que vou me tornando mais e mais rabugento e intolerante, o que em uma rápida análise, demonstra que estou ficando efetivamente velho. Essa rabugentisse e intolerância se manifesta das mais diferentes formas e nas mais variadas e inusitadas situações. Pequenas coisas me irritam inexplicavelmente, as vezes de forma desproporcional a ofensa que me causam, isso quando me causam. Ao longo da vida desse blog (que por sinal pode ser mais curta do que eu inicialmente previ), vou discorrer sobre alguns dos muitos fatos que me desagradam, o que acredito que vai mostrar ao leitor, se é que tenho leitores, boa parte do meu lado ranzinza. Pois bem, costumo me irritar muito com certos estereótipos que se encontra por ai quando se vaga pelas ruas, becos, botecos, restaurantes e demais lugares de São Paulo (ou de qualquer outra cidade razoavelmente grande). O alvo desse meu post irritado é a figura do "Jovam Casal Bunda-Mole". Vou tentar descrever em breves linhas características basicas dessas odiáveis espécies.

Ele: Entre seus 25 e 32 anos (com algumas pequenas variações para cima ou para baixo). Formado em alguma carreira do tipo direito, administração ou economia. Cursando ou tendo recém concluido uma pos-graduação ou especialização do tipo MBA. Trabalha em alguma “firma”, ocupando algum nível gerencial (ou seja, abaixo de quem realmente manda mas acima de estagiários e trainees). Dirige um carro bacaninha (nenhum popular, mas tambem nenhum super-importado). Se veste com roupas “de marca” e tenta envergar um lado moderno, nada muito sofisticado ou descolado ("sapatênis" é um otimo exemplo). Gosta de acessórios de grife, tipo um relógio na casa dos mil reais ou óculos escuros (tem alguns). Seus amigos são exatamente como ele, gente do “mercado”, como gostam de dizer. Não está em sua plena forma, mas frequenta a academia regularmente, ainda que seja para mentir para si mesmo que é um cara fitness. Gosta das corridas corporativas, guarda com orgulho as medalhas que ganha, apesar de ser o ducentésimo quadragésimo quarto colocado. Ouve "rock em geral", mas não conhece nada a fundo. Gosta de ler os best sellers, possivelmente Código Da Vinci seja o seu livro preferido. Vê a si mesmo como um cara que deu certo, mas com potencial para vôos mais altos.

Ela: um pouco (mas não muito) mais nova que ele. Cursou faculdade e apesar de trabalhar, não
é uma tipica “player” do mercado como o marido. Também gosta de se vestir com roupas de marca, sempre puxando para as marcas mais jovens e modernas (nada muito ostensivo, porém). Bem cuidada nos salões de beleza, mas longe de ser sarada, ja esta ficando com cara de "tiazinha" apesar da pouca idade. Se acha descolada e adora Sex and the City, vê as protagonistas como exemplos a serem seguidos. Assim como o marido, acha imprescindível pelo menos estar matriculada em uma academia. Praticava pilates, mas a moda passou, a vontade também. Ouve o som que esta tocando no rádio Jovem Pan ou Mix FM, não liga muito para isso (curte tudo, desde que seja moda). Lê revistas femininas tipo "Nova" e "Marie Claire". Não é a melhor amiga dos livros, mas gosta de alguma coisa tipo "auto-ajuda". Vê a si mesma como uma mulher de sorte por estar casada com um "cara de futuro".

Eles: Sem filhos, ou com no máximo um filho nas costas (o filho geralmente tem um nome composto). Nas férias, gostam de ir a resorts no nordeste ou cruzeiros marítimos, sempre curtindo as atividades em grupo proporcionada pela equipe de entretenimento. A viagem dos sonhos (ainda a realizar ou realizada na lua de mel) é a Disney. Aliás, a Flórida é o paraiso, pois é possivel fazer compras em outlets em Miami e no free-shop. Dificilmente são vistos juntos durante a semana, mas são figuras carimbadas nos shoppings nas tardes de Sabado e Domingo (sempre acabam comprando alguma coisinha). Domingo, por sinal, é dia de almoçar no Ráscal ou no América. Propagam que amam sushi (alias, hoje em dia é obrigação social gostar), mas só "salmão" e "atum", de preferencia com maionese e cream cheese. Moram em um apartamento pequeno (normalmente novo) em algum bairro classe média ou classe média alta. São religiosos, mas "não praticantes".

Talvez falte ainda mais elementos para descrever essa galera, mas isso é tudo que eu consegui lembrar. De qualquer forma, quer coisa mais mesquinha e medíocre???? Marca de forma clara e precisa como se da a criação do famoso tiozinho way of life, caminhando claramente para ser o Casal Meia Idade Bunda Mole, sobre o qual eu destilarei minha ira em outro post.

Bom, vou voltar com minha rabugentisse para a vida real. Vale lembrar, para ser justo, que eu mesmo me enquadro em alguns aspectos acima. Devo ter um lado bem bunda mole, sem dúvida nenhuma.
E assim caminha a mediocridade, como diria o também medíocre Chico Lang.
Burp!

11 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Hahahaha...sensacional Bloka...na verdade quando ia lendo seu post ia me imaginando como 50% bunda mole, já que me enquadro em quase todos os aspectos do tiozinho way of life - bunda mole; e pq sou apenas uma parte do casal bunda mole. Adoro sushi com maionese...aliás...tudo com maionese...só nao mando em ninguém no meu trampo...algo que me tira o peso das costas de ser uma parte do casal bunda mole e caminhar pelos shoppings de tarde...essa fase já passou...no mais é isso ai mesmo..todos somos um pouco bunda mole...e mais bunda mole ainda é quem ler isso e falar: Ufa...eu nao sou bunda mole!

Aueba!

10:49 PM  
Anonymous Camila said...

Oi, Falken! Vi o link do seu blog no site do Felipe. Olha, gostei do seu texto. Mto bom... esse tp de casal tbm me irrita. Essa perfeição forjada de vida a dois... esses modismos toscos (detesto sushi). Ah, isso irrita msm. Mas é o que mais se vê hj em dia, em termos de casal. Será que é uma sina? Será que é o destino dos casais brasileiros? Deus que me livre de casar, então, e de levar essa vidinha manjada e bem mais ou menos. Huahuaha. Brincadeira.
Bom, é isso. Legal o blog.
Bjuz!

11:26 PM  
Anonymous Anônimo said...

Floka! FANTASTICO!!! Os casais bunda-mole têm algumas outras características ex: ela só bebe caipirinha de frutas; ele está aprendendo golf; ele começa a beber "single malt" e sempre odiou whiskie, etc ...)
Outras personalidades que me dão nojo:
- Patricinha Hippie da PUC. Aquela que frequenta a Praça Benedito Calixto, pergunta como foi o seu "finde" e adora yoga/budismo.
- Babaca formado em Direito que não entende que Direito não é "bonito" e que só serve pra nada ajudar algumas pessoas a ganharem dinheiro. Esses babacas querem aprender italiano e fazer uma outra faculdade em "relações internacionais".

QUE NOJO!

PS - vc tem leitores ... nao precisa chorar.

4:35 AM  
Anonymous Anônimo said...

Martins

4:36 AM  
Anonymous Anônimo said...

Cara, tb acho que me enquadro em alguma coisa do casal bunda mole. Tb acho que para crescermos mais, deveríamos dar mais atenção para a família e para os amigos.

Ash

2:56 PM  
Anonymous tatilinda said...

falken..
como eu disse antes lá no outro blog... o do fefe... matou a pau!
este tipinho de 'butique' o tiozinho e a tiazinha são o fim da picada...
é deprimente a pessoa se vestir em tons pastéis e levar a vidinha sem sal de vitrine (pros outros)...


ABAIXO O TIOZINHO WAY OF LIFE!

VIVA O ROCK'N'ROLL!
VIVA O SEXO!
VIVA A VODKA GELADA!
VIVA AS ROUPAS ESTILOSAS!

3:15 PM  
Anonymous Jaga! said...

Ufa...eu nao sou bunda mole!

3:59 PM  
Anonymous Anônimo said...

Viva a polêmica!... rs

Feta

4:58 PM  
Anonymous Camila said...

ah, faltou dizer que esses casais são super fãs do Djvan... e de sua "pseudo-intelectualidade musical"

5:08 PM  
Anonymous Wanny said...

Hey Floka, também sou leitora do seu blog. Sensacional!!! Vida longa ao blog da Floka!!! :)

5:28 PM  
Anonymous Anônimo said...

Cadê posts???
Feta

9:46 PM  

Postar um comentário

<< Home